Negacionismo tem impacto na conta de energia elétrica

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) definiu nesta sexta-feira, 27, mais um aumento da bandeira vermelha nas contas de energia do nível 2. O reajuste será de até 58% sobre a tarifa atual de R $ 9,49 por 100 quilowatts-hora (kWh).

Negacionismo tem impacto na conta de energia elétrica

Na maior crise hídrica da história do Brasil, o governo Bolsonaro não pode culpar a falta de chuvas pelo risco de colapso do setor elétrico. Apostas erradas, equipe ministerial fraca e falta de monitoramento de riscos já impactam o bolso dos brasileiros. A solução que está sendo adotada, na opinião dos especialistas, é uma espécie de racionamento via estrangulamento econômico. O ministro da Economia do Bolsonaro, Paulo Guedes, já deu o sinal ao afirmar no dia 26, em audiência pública no Senado, que a taxa extra nas contas de energia deve aumentar: “não adianta ficar aí chorando”, zombou.

No lançamento da Frente Parlamentar Mista de Empreendedorismo na Câmara, na véspera, Guedes perguntou com ironia: “qual é o problema se a energia ficar um pouco mais cara?”. Mais do que um elemento retórico, o questionamento de Guedes esconde que a energia do Brasil já subiu neste ano três vezes acima da inflação.



Deixe um comentário